Thoughts from the Last Mile Welcome to the VillageReach Blog
11.23 2015

O Prémio da GHSCS

O Prémio da GHSCS por “Excelência da cadeia de abastecimento em saúde mundial em países de renda baixa e média”

Prémio atribuído na Cimeira Mundial de Cadeias de Abastecimento para a Saúde (GHSCS) em Dakar no Senegal, 2015

A proposta do Sistema Dedicado de Logística foi submetida aos organizadores do GHSCS para a premiação por Excelência na Cadeia de Abastecimento. De cinco finalistas, o prémio foi adjudicado ao SDL e a Moçambique.

A aplicação solicitou uma vista geral do programa, as medições do impacto e produtos, a forma como a intervenção foi projetada, as organizações parceiras, desafios e realizações chave. Está em anexo a aplicação completa; vêm aqui os pontos altos, com alguma percepção adicional sobre a decisão que levou ao vencedor.

Vista geral da intervenção

Durante mais de uma década, a VillageReach tem estado empenhada com os parceiros comunitários e governamentais no terreno em Moçambique para redesenhar o modelo da cadeia de abastecimento, através do Sistema Dedicado de Logística ou SDL, para vacinas e material afim. O SDL constitui exemplo duma cadeia de abastecimento para a imunização de nova geração. Trata-se dum modelo de empurrão informado que aplica uma estratégia abrangente que inclui o seguinte:

  1. Um processo simplificado e agilizado de distribuição que envolve a re-atribuição de tarefas, o salto de níveis e rotas otimizadas de entrega;
  2. Um sistema de gestão de informação de fonte aberta – o OpenLMIS (referido a nível local por “SELV”) – fornece dados em tempo real para uma recolha e utilização mais exatas dos dados;
  3. A introdução dum papel de Coordenador de Campo, o/a qual entrega as vacinas e material, conserta equipamentos, recolhe e relata dados e, proporciona uma supervisão formativa e formação ativas e permanentes, permitindo que os trabalhadores da saúde em contacto com o público se enfoquem no cuidado de doentes.

O SDL iniciou novas eficiências na cadeia de abastecimento de vacinas de Moçambique, dando como resultado:

  • aumentos significativos a nível das crianças completamente vacinadas;
  • uma redução dramática nas rupturas de stocks;
  • custos governamentais operacionais reduzidos; e
  • aumento de número de indicadores e maior utilização de dados atravez do SELV

Em 2010, a VillageReach lançou uma expansão do SDL para o nível nacional, o qual serve atualmente mais de 400 unidades sanitárias e uma população de mais de seis milhões de pessoas em quatro províncias: Cabo Delgado, Niassa, Gaza e Maputo. O SDL funciona como um modelo de partilha de custos, sendo atualmente dirigido e gerido pelo governo provincial. Atualmente a VillageReach proporciona assistência técnica para as autoridades a nível provincial do Ministério da Saúde para apoiar implementações e operações do SDL em quatro províncias, estando atualmente ampliando-se para uma quinta.

As decisões sobre o desenho original do SDL foram inspiradas por uma avaliação da cadeia de abastecimento para identificar as lacunas mais críticas – falta de disponibilidade de informação, utilização eficaz dos dados, recursos humanos e processos de logística. As disposições iniciais deram evidência que convenceu os interessados em outras províncias a adotarem o modelo. Neste momento, com quase metade do país operando o SDL (cinco de dez províncias), a aprendizagem entre pares e a advocacia têm sido chave para envolver os interessados a nível nacional.

O modelo SDL permite alguma flexibilidade, uma vez que as províncias podem ajustá-lo para corresponder às suas necessidades. Novas tecnologias como por exemplo as ferramentas de modelação HERMES demonstraram-se valiosíssimas em advogar-se por e demonstrar o benefício da mudança do sistema. Dando ouvidos às preocupações dos parceiros nas DPS e no MISAU e, fazendo uso destas ferramentas, a VillageReach pôde mostrar como é que o sistema podia ser adaptado para enfrentar os desafios logísticos por todo o país. O que é mais importante, com esta evidência os parceiros das DPSs e do MISAU já estão dispostos a questionar o status quo e alvejar eficiências na cadeia de abastecimento, pela introdução de novas abordagens à gestão e ao desenho do sistema.

Desafios

É importante notar que a mudança é difícil e leva tempo. Existem muitas dependências ligadas à vontade política pela mudança. No esforço no sentido de impulsionar mudanças ao desenho do sistema e de convencer os interessados, o desafio maior não foi de comprovar que a sistema funcionasse, mas antes, os interessados percebiam a impossibilidade de questionar o status quo. O SDL representava mudanças em cada ponto da cadeia de abastecimento, abordando aspetos múltiplos dos sistemas. Para que o SDL aumentasse de escala, uma prática de desenvolver evidências (lenta se bem que constante), juntamente com relações com as DPS e o Ministério da Saúde, levou a mudanças a nível das práticas gestionárias e um crescimento do sentido de posse a nivel do pais.

Realizações chave

A maior realização do SDL, é o interesse comprovado a nível nacional em considerar e a priorizar mudanças a nível do sistema de cadeia de abastecimento. Efetivamente o SDL apresenta uma cadeia de abastecimento de vacinas bem-sucedida e mais eficiente. E efetivamente isto gerou interesse e apoio a partir de outros, através da aprendizagem entre pares, o que levou a uma expansão adicional. Mas mais importantes são a liderança e o apoio por parte do governo provincial a uma nova forma de pensar e gerir a cadeia de abastecimento. Enquanto Moçambique passar por este processo de mudança em escala de implementação, servirá de evidência potente para a comunidade mundial da importância duma abordagem abrangente ao redesenho da cadeia de abastecimento (e a vontade de adotar novos modelos), a fim de melhorar a imunização e em última instância alcançar mais crianças com vacinas de qualidade.

Critérios para a premiação

Quando os organizadores da cimeira apresentaram os finalistas para o prémio, deram alguma percepção adicional sobre os critérios para a decisão. Para ganhar, a intervenção teria de demonstrar impacto a curto prazo, o que é claro que o SDL tem vindo a fazer, fazendo uso de resultados a partir da avaliação inicial piloto, assim como duma monitoria permanente dum desempenho melhorado da cadeia de abastecimento. A aceitação pelos interessados era outro critério, igualmente demonstrado pelo SDL, com participação pelo Governo na abordagem gestionária ao sistema. Os juízes para o prémio procuravam igualmente rigor no desenho do sistema, igualmente demonstrado pela tomada de decisões baseada em evidências para o desenho do sistema do SDL. E por último, o critério de facilidade de expansão confirma-se nitidamente, uma vez que o SDL passou de uma província para quatro, estando uma quinta entrando em operação atualmente. Além disso, as componentes do SDL estão a ser adotadas em outras províncias, como é o caso do OpenLMIS na Zambézia e da abordagem de redesenho do sistema em todas as províncias, à medida que vão sendo introduzidas novas vacinas.

Um último fator decisivo para que o SDL fosse escolhido como vencedor do prémio, foi o compromisso comprovado do Governo e os DPSs para com esta nova abordagem à gestão da cadeia de abastecimento. O facto de que um representante do Ministério da Saúde estava em palco para aceitar o prémio e descrever o SDL, constituiu um fator muito importante na decisão.

supply chain award for low-and middle income countries

Ema Bombe Samussone, EPI HSS Focal Point, Ministry of Health

Este prémio reconhece que o Ministério da Saúde está empenhado e dedicado ao desempenho melhorado da cadeia de abastecimento de vacinas, está disposto a questionar o status quo e, é capaz de impulsionar decisões baseadas em evidências para assegurar que as vacinas estão disponíveis para todas as crianças em Moçambique. Estes actividades refletem conversações e prioridades a nível mundial para o desenho de sistemas, sendo um excelente exemplo de cadeias de abastecimento de nova geração.

A honra e prestígio da premiação vêm acompanhados dum prémio de 2000 USD, o qual continuará a apoiar o projeto.

 

Search Blog:

Newsletter Sign Up

By providing your email address you agree to receive periodic email news from VillageReach.


By submitting this form, you are consenting to receive marketing emails from: VillageReach, 2900 Eastlake Ave E, Suite 230, Seattle, WA, 98102, http://www.villagereach.org/. You can revoke your consent to receive emails at any time by using the SafeUnsubscribe® link, found at the bottom of every email. Emails are serviced by Constant Contact